Nas colinas

Langhe, Roero e  Monferrato Estas colinas são de chocolate com avelãs. São também cobertas de vinhas de castas cujos nomes lembram  heróis medievais intrépidos, montados a cavalo: Barbaresco, Barolo, Nebbiolo, Roero… A terra guarda ainda nas suas entranhas do subsolo uma joia rara e invísivel – as trufas. Estes frutos da terra nascem, crescem e…

10 e a vertigem

    Abril de 2021 é o mês do décimo aniversário deste espaço. Dez anos completos e repletos de boas memórias. Nem dá para (eu) acreditar… Uma década de textos, fotos, impressões, regressos a lugares, descoberta de novos. E sempre o desejo de partilha renovado, muito também porque os leitores deste blogue me fizeram sentir…

Poesia a rimar com primavera e Florença

3 razões para este texto O  Dia Mundial da Poesia Dois poemas, dois poetas. Dois textos que falam de viagens interiores. Ao primeiro regresso muitas vezes, com a garantia de que é também uma viagem na companhia de Ulisses e de muitos livros. O segundo integra um volume de poesia de uma autora portuguesa contemporânea,…

Os dias seguintes

27 de janeiro – Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto Eu nunca visitei um campo de trânsito, de concentração ou de extermínio. Não sei se algum dia o conseguirei fazer. Por isso, este post não relata uma viagem a esses lugares que marcaram as biografias silenciosas de 6 milhões de judeus e outras…

Ano parênteses. Ano parágrafos.

2020 – um ano parênteses. Não daqueles com informação menos importante, com um comentário ou observações ao que a restante frase declara. Um parênteses com estatuto de alerta, escrito a letras todas maiúsculas, tal a sua duração prolongada e importância que determinará 2021 e os anos subsequentes. Parecia ser um parênteses, mas revelou-se ser mais…