Depois de um gelado, as maravilhas

Verona, Itália

Foi depois de um gelado num dia de um calor inclemente. Um dia inteiro em Verona, cidade de amores impossíveis e tristes, que levam muitos a querer visitar as casas dos amantes infelizes. Elas estão lá, as casas que a tradição diz terem sido o berço de um e de outro : Romeu e Julieta. Podem ser visitadas. E são muitos os que lá vão e que invadem o pátio da casa de Julieta, com o desejo de ver a varanda de onde ela suspirava por Romeu em noites de saudade de um amor escondido e contrariado. A entrada dessa casa, em tudo igual às restantes daquela época da cidade, é marcada pelos casais que eternizam o seu amor nas paredes, escrevendo nelas os seus nomes. Não propriamente nas paredes, uma vez que essa ânsia de eternidade transformada em centenas de nomes levou a que se colocassem paredes falsas sobre as originais, aquelas que certamente ouviram os suspiros dos primeiros amantes. Agora as segundas paredes são removidas e substituídas por outras, brancas, vazias de amores ditos, de cada vez que os inúmeros apaixonados não deixam mais espaço para outros, que todos os dias visitam aquela casa.

Do pátio da casa de Julieta

Um filme recente, “Cartas a Julieta”(2010), tornou este local uma paragem obrigatória para muitos que visitam a cidade e Verona passou a constar na geografia de muitas vidas . Confesso que não vi este filme de produção “hollywoodesca”. Vi outro, o “Romeu e Julieta” (1968) de Franco Zeffirelli e é esse que gosto de recordar. Quando estive na casa de Julieta lembrei-me desta cena em que desejos subtis se escondem e se revelam ao ritmo da música de Nino Rota. –

Porta Borsari

What is a youth? (Nino Rota e Eugene Walter)

What is a youth? Impetuous fire.
What is a maid? Ice and desire.The world wags on.

A rose will bloom
It then will fade
So does a youth.
So do-o-o-oes the fairest maid.

Comes a time when one sweet smile
Has its season for a while…Then love’s in love with me.
Some they think only to marry.Others will tease and tarry,
Mine is the very best parry. Cupid he rules us all.
Caper the cape, but sing me the song,
Death will come soon to hush us along.
Sweeter than honey and bitter as gall.
Love is a task and it never will pall.
Sweeter than honey…and bitter as gall
Cupid he rules
us all

Verona não é só a cidade dos dois amantes. A visita às casas de ambos foi anterior ao gelado, como foi a entrada para a zona histórica pela porta Borsari, uma das várias portas que lembram o período romano antigo.

A seguir à porta, depois de uma breve caminhada, uma praça – a minha preferida em Verona: Piazza delle Erbe, construída no local de um antigo fórum romano. No centro, um mercado, com recortes de Itália nos artigos expostos: máscaras de Veneza, cristais de Murano, coliseus de Roma em miniatura, flores de todas as regiões, frutas em copos para aliviar do calor, chapéus de muitas cores e modelos…

Piazza delle Erbe

De um lado…

…do outro.

No extremo norte desta praça, há um belíssimo palácio em estilo barroco – Palazzo Maffei (1668). Em frente deste edifício, uma coluna sustenta no topo um leão, símbolo da outra cidade com a letra V – Veneza. A lembrar que Verona já pertenceu à República da Sereníssima.

Depois da Piazza delle Erbe, de ter vagueado por lá e de ter viajado por muitos outros pontos de Itália, retomei o meu caminho até à praça Bra. Esta praça rodeia parte da impressionante arena da cidade, o antigo anfiteatro romano, onde hoje se representam peças de teatro, óperas e ocorrem concertos. Por ali passava muita gente, apesar do calor e da luz que ofuscava, quando olhada de frente. Os legionários de outros tempos também lá estavam, atraindo turistas para a fotografia da praxe, criando a ilusão de que o tempo não tem fronteiras e de que as histórias e as suas personagens se misturam.

 

Tinha comigo a referência de algumas livrarias em Verona e queria muito entrar numa delas. Os nomes e as direções das livrarias num caderninho: “Il Minotauro”, “Gheduzzi”, “Rinascita” e “Ghelfi & Barbato”. Em pontos distintos da geografia da cidade. No meu caminho até à praça Bra, uma delas tornou-se próxima. E então entrei, depois de um gelado artesanal, delicioso, degustado ao ritmo rápido dos passos daqueles que passavam em direção ao centro da praça. Eu demorei-me. Olhei as montras da livraria, percebi que queria entrar. Lá dentro, livros arrumados em estantes de madeira e outros dispostos numa grande mesa, no centro da livraria, também em madeira. Sob o meu olhar, um livro destacava-se dos demais. Muito por causa do título – “L´Italia delle meraviglie” –, devo confessar. E também devido a uma capa maravilhosa (Giovanni Bellini, Giovane donna al bagno).

Visto mais de perto e por dentro, a surpresa de uma coincidência feliz num subtítulo – “Una cartografia del cuore”. A proposta do autor é então percorrer esse país das maravilhas, a sua Itália, seguindo o seu coração. Uma cartografia muito própria, muito pessoal, à qual o leitor pode acrescentar a sua. Assim, os passos do primeiro e as suas rotas poderiam servir de mapa aos caminhos do segundo, desta forma enriquecidos com maravilhas por descobrir. O autor é Vittorio Sgarbi, crítico e historiador de Arte , para além de muitas outras coisas, soube depois (professor, político, escritor…). O livro, para além de palavras, apresenta imagens que retratam o foco do olhar do autor sobre as inúmeras maravilhas italianas. Tantas, que o faz sentir como Alice, no meio de uma história inesgotável, tantas as cartografias a desenhar/escrever.

Trouxe o livro daquela mesa. Repousa agora na minha. Maravilhas às quais regresso muitas vezes. O mapa das primeiras páginas ajuda-me a descobri-las. Depois, é só seguir o conselho do autor enunciado na introdução:

“(…)Se il viaggio è ritornare sui passi di altri in altri tempi in altre vite, rievocare, veder riemergere fantasmi, allora mettetevi in cammino, non siate pigri, perché dalla vostra meraviglia deriva la vita dell`arte, dei luoghi, del nostro paese: l`Italia delle meraviglie.”.

ASM

Anúncios

3 thoughts on “Depois de um gelado, as maravilhas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s